É Dia Internacional da Mulher

Eu poderia dizer que o Dia Internacional da Mulher foi de tal modo apropriado pelo comércio que acabo de receber congratulações do banco em que tenho conta. Eu poderia dizer também que tornou-se uma data para enviar flores, presentes, uma data domesticada pelo mercado, e portanto esvaziada de seus poderosos significados políticos. Eu ainda poderia […]

Racismo em degradê

Quanto mais escura a cor da pele, menos renda, menos educação, menos oportunidades. O inverso também é verdadeiro: quanto mais clara a cor da pele, mais renda, mais educação, mais oportunidades. Para além da diferença aguda entre os pontos mais extremos da desigualdade na estratificada sociedade brasileira – na ponta mais alta, homem, branco, urbano e rico; na mais baixa, mulher, preta, rural e pobre -, a pesquisa A Dimensão Social das Desigualdades, do sociólogo Carlos Costa Ribeiro, encontrou uma escala de desigualdades que acompanha de forma contínua o escurecimento da cor da pele.

Miscelânea de verão

Jovem, selvagem e livre, anuncia a camiseta da menina que passa por mim de skate num fim de tarde qualquer na orla carioca. Faz calor, a luz já está baixando, a temperatura também, e tenho vontade de dizer a ela que não há nada de selvagem nas praias da Zona Sul carioca. Pelo menos não no sentido de selvagem que sua camiseta pretende.

por Carla Rodrigues